24 de julho de 2018

A evolução da sociedade está mudando completamente os paradigmas da educação e transformando o currículo escolar. Hoje, uma grade curricular convencional não basta para suprir todas as necessidades individuais, e a formação do ser humano precisa ser abrangente para que ele se destaque nos âmbitos pessoal e profissional. Por esse motivo, as atividades extracurriculares estão ganhando cada vez mais espaço.

Desenvolvimento, disciplina, engajamento, pensamento crítico, os benefícios são inúmeros. Para que você compreenda melhor a importância das atividades extracurriculares no ensino, este post traz uma reflexão sobre o assunto. Continue a leitura!

O que são atividades extracurriculares?

As atividades extracurriculares constituem-se, em geral, de oficinas esportivas, artísticas, culturais ou tecnológicas que acontecem no contraturno escolar. São momentos complementares ao currículo obrigatório, dos quais o aluno escolhe participar, mas que carregam em si elementos relevantes para sua formação integral.

O cardápio é vasto e as atividades costumam ser divididas por faixa etária, de acordo com os objetivos pedagógicos da cada fase. Alguns exemplos de atividades, comumente oferecidas da Educação Infantil ao Ensino Médio, são:

  • balé;
  • futsal;
  • guitarra;
  • handebol;
  • inglês;
  • iniciação esportiva;
  • jiu-jítsu;
  • judô;
  • musicalização;
  • robótica;
  • street dance;
  • teatro;
  • teclado;
  • violão;
  • vôlei.

Qual a importância das atividades extracurriculares para o desenvolvimento infantil?

A participação dos estudantes nessas atividades, desde cedo, contribui para inúmeras habilidades e aspectos psicológicos. Elencamos a seguir algumas dessas razões. Confira:

Ampliação das habilidades motoras e emocionais

Atividades de movimento, como esportes, dança e teatro, contribuem para o desenvolvimento motor e corporal. Aspectos afetivos e de socialização também são abordagens centrais nas atividades extracurriculares, as quais podem ser realizadas em grupo ou individualmente.

Atrelam-se aí o controle emocional, a concentração, a importância do trabalho em equipe, a noção espacial e de limites. No caso das atividades físico-esportivas, também são um incentivo à vida saudável, controle da obesidade e prevenção de problemas posturais.

Motivação, autoestima e raciocínio

Se o aluno apresenta dificuldade em certas disciplinas, mas descobre que tem talento em alguma área, ele passa a enxergar-se positivamente. Ao tocar um instrumento, por exemplo, o estudante desenvolve a coordenação motora fina, necessária à digitação para produzir as notas, a concentração e o raciocínio para a execução musical.

Ao conseguir tocar de maneira orgânica, ele se sente motivado a encarar desafios mais complexos. Nessa esteira, seu desempenho nas disciplinas tende a aumentar, pois sua autoestima se eleva e ele se sente capaz de atingir bons resultados.

Aumento do interesse pela escola

Com as atividades extracurriculares, o interesse do aluno pelo ambiente escolar e pelos valores da escola tende a crescer. Por consequência, o ofício de aprender torna-se muito mais prazeroso. Nesses encontros ele enxerga mais uma boa razão para estar ali, já que tem a oportunidade de experimentar novos conhecimentos em uma área de que realmente gosta.

Aumento do repertório cultural

As atividades extracurriculares também possibilitam o contato com diferentes áreas do conhecimento. Numa aula de língua estrangeira, por exemplo, os alunos aprendem sobre diferentes países, etnias e características culturais inerentes ao idioma estudado.

Em atividades artísticas, como a música e a dança, conhecem diferentes movimentos, estilos, épocas e artistas. Na robótica, aprendem sobre tecnologia e a desenvolver soluções para diferentes problemas e contextos.

Por que as escolas precisam ter várias opções?

Os alunos precisam descobrir com quais atividades eles mais se identificam. Como cada estudante tem sua personalidade e uma maneira própria de aprender, é importante que a escola consiga abranger atividades extracurriculares com diferentes objetivos, a fim de que os alunos possam explorar integralmente suas aptidões.

Quanto maior o leque, maior a oportunidade de estímulo ao estudante para ser agente da construção do próprio conhecimento. Um legado que ele levará para toda a sua trajetória de vida.

Incentive seu filho a participar de atividades extracurriculares, e você verá o quanto ele evoluirá no aprendizado e como se sentirá feliz em explorar novos conhecimentos. Por fim, sua participação nesses encontros permite que ele passe mais horas na escola, de maneira produtiva, crescendo de maneira saudável e estimulante.

Agora que você já sabe por que as atividades extracurriculares são fundamentais à educação de seu filho, que tal conhecer alguns objetivos individuais? Então, confira este artigo que explica como o teatro é um grande aliado no processo educativo.