12 de setembro de 2018

Na aula de Ciências os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II assistiram a uma demonstração um pouco inusitada: um barbante, amarrado no teto do pátio, sustentava uma bexiga cheia de água, criando um grande pêndulo.

Nessa demonstração foi possível observar a transformação da energia potencial gravitacional em cinética, além de entender as variáveis de cada uma dessas energias e “de quebra” ver o professor tomando um banho!

Essa é uma das atividades teóricas que Vitor Gonçalves, professor do laboratório do COMPA, vem transformando em prática.

Uma educação que vai além da sala de aula e do estabelecido, buscando espaços educativos e situações que favoreçam a educação integral dos estudantes.

#estilocompadeeducar

Agende sua Visita