26 de Fevereiro de 2018

Aulas de programação para alunos do 6º ao 9º ano estão entre as novidades do Colégio da Companhia de Maria (Compa) para 2018. O programador e professor, William Jacques Ribeiro, que atua há mais de 30 anos na área e tem passagens pelos melhores colégios de São Paulo, cuidará do conteúdo a ser desenvolvido nessa inovadora disciplina. O profissional já produziu mais de 120 games pedagógicos para crianças de cinco a 13 anos.

“O Colégio da Companhia de Maria está na vanguarda em termos de tecnologia educacional e segue a tendência do ensino da Europa e parte dos Estados Unidos, que também adotam aulas de programação para crianças. Reservar uma aula para o aluno aprender é pensar no futuro e proporcionar novas possibilidades para esses jovens. Programar é uma realidade no Compa. Formamos e educamos o aluno de forma integral. O desenvolvimento integral exige que articulemos os saberes humanísticos com os científicos e tecnológicos, promovendo a interdisciplinaridade, que enriquece a base de conhecimento”, comenta William.

O que é Programação

Programar é a técnica de “dizer ao computador” o que fazer. Significa comunicar-se de forma lógica e organizada. Para isso, é preciso entender a sua linguagem, que pode ser complexa, mas acessível às crianças e adolescentes.

O método aplicado nas aulas não poderia ser mais atrativo: através de estudos de caso, os alunos serão desafiados a produzir algum aplicativo ou game com as ferramentas de programação (comandos e blocos de comandos) trabalhadas progressivamente.

“Quando uma criança se propõe a ensinar o que o computador precisa fazer, ela executa um excelente exercício intelectual, muito útil para a construção de estruturas cognitivas em desenvolvimento. A criança que programa aprende a organizar seu pensamento de maneira lógica. Além disso, quando a criança está empenhada em fazer um game sobre, por exemplo, a Idade Média, ela trabalha diversos conceitos históricos. Assim, assume o papel ativo no seu processo de aprendizagem”, explica o professor William Jacques.

As aulas acontecerão uma vez por semana no laboratório de informática. O professor explicará os conceitos a serem trabalhados e fará a proposta de trabalho nos primeiros 10 minutos. No restante do tempo, os alunos, organizados em duplas, trabalharão nos computadores.

“O ensino de programação tem sido reconhecido por numerosos educadores como uma poderosa ferramenta de motivação e desenvolvimento de diversas habilidades, como organização, planejamento, raciocínio lógico e matemático, pensamento espacial, criatividade, trabalho com pesquisa entre outras”, completa o professor.

Leia também

Compa tem 1º Laboratório de Realidade Virtual do Brasil focado em educação
Volta às aulas com muitas novidades!!!
Google for Education no Compa: inovação em educação