8 de março de 2018

Nossos alunos têm mais uma novidade para este ano letivo: Curso de Musicalização.

As aulas são oferecidas para os Cursos Extracurriculares, direcionados à Educação Infantil e ao Ensino Fundamental I.

O curso de Formação Musical (violão e guitarra) é oferecido para estudantes do Ensino Fundamental II e Ensino Médio.

Com a mesma proposta pedagógica, as aulas de musicalização, também passam a fazer parte da grade curricular de todos os grupos/faixas etárias dos estudantes do Período Integral.

As aulas são ministradas pelo professor Augusto Martins, graduado pela FMU em Licenciatura Plena em Música. Com 20 anos de experiência na área, Augusto iniciou os estudos musicais aos 08 anos e aos 13 faturou o primeiro festival de música. Já lecionou em diversas escolas de Música e hoje além do Compa trabalha em três diferentes frentes: Consultoria para compras de equipamentos musicais, Produção Musical e Gravações em Estúdios e Ensino Musical. Curiosidade: Augusto participou, por cinco anos, do júri do Carnaval de São Paulo (Escolas do Grupo de Acesso).

 

“É uma importante ferramenta de educação que beneficia outras áreas do conhecimento e disciplinas como matemática, física, língua portuguesa e estrangeira, desenho, geografia e história, folclore, ensino religioso, literatura, todas as artes e conhecimentos gerais, que são elementos presentes no universo musical”, afirma o professor Augusto.

 

Musicalização 

Musicalização é uma disciplina da educação musical destinada a crianças, jovens e adultos com ou sem conhecimentos prévios, que tem como objetivo principal facilitar a compreensão dos fundamentos musicais.

No Compa, será utilizada a proposta da educadora argentina Judith Akoschky. “O objetivo é preparar a musculatura, habilidade motora e a percepção auditiva através do manuseio e livre experimentação de objetos sonoros; da construção de certos instrumentos musicais, como flautas de cartolina; dos conhecimentos dos fundamentos da expressão corporal e do canto; da sensibilização e percepção sonora e musical; da apresentação de instrumentos musicais de várias famílias, como das cordas, do sopro, das teclas e da percussão; do contato com a literatura e história da música e dos instrumentos musicais”, explica Augusto.

A proposta do curso é oferecer aos alunos vivências e atividades que contribuam para o desenvolvimento de uma efetiva consciência corporal, através do canto, da livre experimentação de objetos e instrumentos musicais.

Com nossos alunos serão trabalhados dois temas centrais: o som dos objetos e instrumentos confeccionados em sala de aula, e o estudo e a função das notas musicais.

Os alunos também aprenderão história da música, tipos de grafia musical, formação de repertório cantado e tocado, e participarão de brincadeiras com finalidade rítmica e melódica. A ideia é formar uma orquestra utilizando objetos do cotidiano, como tubos, frascos, tampas de panelas, latas, mangueiras e outros que produzam som.

 

Musicalização no Compa

As aulas, ministradas uma vez na semana, serão divididas em dois momentos: o primeiro voltado ao conhecimento e desenvolvimento acerca do elemento fundamental (som), utilizando objetos sonoros e instrumentos musicais.

A segunda parte da aula estará voltada à técnica de conhecimento, canções pedagógicas com o nome das notas musicais e sua aplicação nos instrumentos e na preparação de canções.

Em relação aos instrumentos, serão usados principalmente o Metalofone e o Xilofone Orff, além de teclado, violão, flauta e os de marcação rítmica como chocalhos. “A flauta e os chocalhos serão confeccionados em sala de aula. Os menores de três anos terão ênfase na apresentação do som dos instrumentos musicais e manuseio de objetos sonoros, além da apresentação de canções pedagógicas com a temática das partes do corpo”, explica Augusto Martins.

A Musicalização auxilia o desenvolvimento neural, da fala e da motricidade e na formação cultural. É um importante elemento de sociabilização e convivência em grupo. “O indivíduo com boa base musical poderá compor ou produzir música de melhor qualidade e até ser objeto de estudo no futuro”, completa o mestre.

 

Leia também

Robótica no Compa
As 5 principais tendências na educação e o que esperar das escolas
Programação entra na grade curricular do colégio Compa