9 de março de 2018

Foi um sucesso a Abertura do POP, Projeto de Orientação Profissional, 2018. A participação de nossos alunos foi significativa, 70% dos estudantes do Ensino Médio participaram do evento que além de oferecer conhecimento, promoveu a troca de experiências e algumas dinâmicas para trazer ao aluno a realidade do mercado de trabalho.

“Nosso objetivo é preparar o aluno para o vestibular. Fazer com ele tenha todas as condições físicas e psicológicas para passar nas principais universidades públicas e privadas. Além de um acadêmico forte, nós buscamos diversas formas de proporcionar aos estudantes do Compa uma preparação para o mercado de trabalho”, explica Lúcia Regina Pereira Carlini.

Um dos exemplos de muito orgulho para nós do Compa é o aluno Bruno Almeida Ruggiero, 2º ano do E.M., que passou entre os primeiros na USP como Treineiro de Biológicas no vestibular da FUVESP 2018.

“Foi muito bom ter essa experiência. Estou muito feliz. Este ano vou prestar novamente e vou passar. No começo fiquei nervoso, mas assim que comecei a responder a primeira questão, respirei fundo e me acalmei”, explica Bruno.

Parabéns Bruno! E Parabéns também a todos os nossos Campeões dos Vestibulares 2018.

Estamos muito orgulhosos da nossa lista de alunos aprovados nos Vestibulares 2018 que é grande! Confira na matéria Alunos do Compa Aprovados nos Vestibulares 2018.

Abertura POP 2018

A palestrante desta edição do POP 2018 foi Simone Tavit, Gerente de Gestão de Carreiras da FAAP. Para começar, o primeiro ensinamento do dia foi a pontualidade. Às 15h em ponto teve início a palestra.

Ao iniciar a apresentação, Simone trouxe o principal ponto para o sucesso profissional: o autoconhecimento. Em primeiro lugar é preciso se conhecer, saber no que se é bom. O que você gosta de fazer para passar o tempo e acaba fazendo até de graça se for preciso. O que você tem de bom que o diferencia dos outros. O que você mais gosta de fazer. Todos nós temos um diferencial, uma habilidade específica que deve ser descoberta, trabalhada e melhorada a cada dia”, pontua Simone.

Devemos conhecer nossos pontos fortes e únicos, nossos valores e nossas experiências. Esses são os principais pontos para começar a montar a carreira profissional.

Fatores Influenciadores

A decisão de qual caminho seguir leva em conta os seguintes fatores Influenciadores:

1 – Família.Devemos ouvir os pais. Isso não significa que você deve fazer o que eles querem que você faça, mas troque ideias, questione, entenda. Argumente, esclareça por que não quer o que eles querem. Essa troca é muito rica e vai trazer embasamento para a sua tomada de decisão.

2 – Mercado.Vale a pena conhecer o amplo mercado de trabalho e ficar atento às novidades e às tendências de carreiras. A tecnologia abriu um grande cenário de novas possibilidades. Permita-se conhecê-las. Veja o que está em alta. Que cursos não estão em crise.

3 – Talentos. Todos nós temos talentos. Talentos são habilidades, facilidades de fazer alguma coisa. Pense: o que sei fazer, o que faço de melhor? As pessoas que mais o conhecem podem ajudá-lo nisso. Pergunte às pessoas o que acham que você faz bem. Aceite críticas, sugestões. Ouça, pense, reflita.

Mercado Procura

O mercado de trabalho anda cada vez mais exigente. Os principais itens a serem trabalhados são:

  • Boa formação
  • Idiomas
  • Compromisso / Resultado
  • Criatividade
  • Equilíbrio Emocional

Em primeiro lugar é preciso se conhecer, saber no que se é bom.
A segunda coisa é ter um bom relacionamento interpessoal. Pessoas que sabem lidar com diversos tipos de pessoas e também sabem agir em momentos de pressão têm uma grande vantagem no mercado de trabalho.

Para isso, não adianta ter um ótimo currículo, é preciso se conhecer muito bem. Do contrário você terá problemas.

Para começar a cuidar disso desde cedo, os trabalhos em grupos são muito bem-vindos. Apesar de parecerem fáceis, eles são desafiadores. É preciso ter flexibilidade, atenção, organização e principalmente ouvidos atentos para ouvir o outro, com suas ideias, críticas e sugestões.

Outra coisa que se deve ter em mente é a conscientização de autoridade. Saber, entender e respeitar hierarquias.

Por último, também é importante ter poder de análise de “para onde correr” e “a quem recorrer” quando um grande problema aparece e a situação fica complicada. É fundamental ter sensibilidade para entender o momento certo de pedir ajuda. Afinal, ninguém sabe tudo o tempo todo.

Fatores Internos

1 – Quando nos conhecemos bem, descobrimos nossos talentos. Quem não se conhece corre perigo. Dar início a essa identificação só depende de você! Quanto antes começar, você terá mais chances de acertar!

2 – Sonhos. Muita gente deixa seus sonhos de lado e leva em consideração apenas o mercado de trabalho ou o dinheiro, em detrimento ao “brilho no olhar”, a satisfação do trabalho que gosta de fazer. Avaliar os sonhos é muito importante e fazer projeções é muito importante. Esse item também é baseado em uma conversa interna: você com você mesmo!

Fator externo

Um fator externo também deve ser considerado:

Com quais pessoas estou me relacionando?

Lembre-se da frase de Jim Rohn: “Você é a media das 5 pessoas com quem mais passa tempo”(Jim Rohn, Filósofo de Negócios da América).

Essa frase é a atualização do ditado popular que nossos avós tanto falavam: “Diz-me com quem andas, que te direi quem és”.

É importante estar ao lado de pessoas que o/a desafiam, que lhe dão força, que trabalham junto. Do contrário…

POP Projeto de Orientação Profissional

O POP, Projeto de Orientação Profissional, proporciona aos alunos um processo de autoconhecimento, de conhecimento do mercado de trabalho e das profissões. Propõe atividades que auxiliem os alunos a fazer escolhas de carreiras, discutindo os caminhos profissionais de um mundo em contínua transformação.

Dentre as ações previstas, podemos destacar as visitas monitoradas; workshops com profissionais de diferentes formações universitárias; vivência com os pais, alunos e convidados que compartilham suas experiências. Um projeto que prevê testes de personalidade, análise de âncoras de carreiras, tendo por base a importância da realização pessoal, empregabilidade e empreendedorismo. Visitas a centros universitários.

Além da vida profissional, o Compa também investe na formação humana, colocando em prática projetos de voluntariado, ação importante para uma educação integral dos alunos.

Simone Tavit compartilhou conosco os slides dessa palestra.

Então, para quem esteve, vale a pena relembrar, para quem não pôde participar é importante baixar os slides.

 

#EstiloCompaDeEducar #OrgulhoDeSerCompa #CompaNoVestibular


Veja também: